Vereadores disputam presidência da Câmara para biênio 2019/2020 (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)

A votação do projeto de autoria do vereador Acácio Rocha (DEM) que prevê a transmissão das sessões da Câmara Municipal, também pelo Facebook, deixou evidente a divisão do legislativo em dois grupos, que disputam a presidência da Casa de Leis para o biênio 2019/2020.

De um lado, o autor da proposta tem como aliados – e que foram contra o pedido de retirada do projeto da votação feita pelo vereador Hélio José dos Santos (PR) – os parlamentares Alcio Ikeda (Podemos) e Paulo Cervelheira (PV) que devem apoiar a candidatura de Eder Ruete (DEM), também favorável a nova ferramenta de transmissão.

Do outro lado possivelmente estão professor Hélio, Dinha Santos Gil (DEM) e o atual presidente do Legislativo, Eduardo Fiorillo (DEM), que contam com apoio ainda indefinido de João Davoli (PV) e Aguinaldo Galvão (DEM).

Neste segundo grupo os candidatos à presidência da Mesa Diretora são João Davoli e Dinha, que já exerceu o cargo em outra legislatura.

O clima quente, demostrado na sessão de segunda-feira (5), deve permanecer nos bastidores políticos até o dia 23 de novembro, quando haverá a votação do novo presidente da Câmara de Adamantina.

A escolha foi adiantada depois de aprovado requerimento apresentado pela Mesa Diretora solicitando a realização da sessão extraordinária ainda este mês, às 10h, no plenário José Ikeda. A população pode acompanhar a votação.