Santa Casa de Adamantina apresenta investimentos até 2.020 (Foto: Divulgação | Santa Casa de Adamantina)

Com a inauguração de novos leitos na Ala particular e Maternidade, as reformas que acontecerão nas Alas feminina e masculina do SUS (Sistema Único de Saúde), a ampliação do número de leitos na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), a reforma do Centro Cirúrgico e novos equipamentos vão deixar a Santa Casa de Adamantina com uma cara nova.

A população adamantinense e regional será contemplada até 2.020 com uma Santa Casa de Misericórdia bem melhor. De acordo com o provedor da Irmandade, Leonardo Munhoz, as reformas e ampliações que estão para acontecer em alguns setores do hospital proporcionarão um serviço médico com mais recurso técnico e conforto, graças a emendas de parlamentares, a UniFAI (Centro Universitário de Adamantina), a Unimed Adamantina e as doações de empresários e da população.

Algumas benfeitorias na Santa Casa de Adamantina já podem ser conferidas na Ala particular e Maternidade, onde no último dia 7, foram inauguradas as reformas de seis leitos com mobiliários novos doados pela Unimed Adamantina. Um leito ainda está sendo reformado e deve ter a sua conclusão até o fim deste mês, totalizando sete novos apartamentos entregues à população.

Segundo a presidente da Unimed Adamantina, essa parceria com a Santa Casa é um sonho antigo. “Sempre desejamos colaborar com o hospital, agora, com o Leonardo Munhoz como provedor, foi possível realizar essa parceria”, comentou a doutora Maria Amélia Abdo Barreto, médica nefrologista responsável pelo serviço de hemodiálise do hospital.

A inauguração dos novos leitos da Ala particular e da Maternidade contou com a presença do prefeito de Adamantina Marcio Cardim (DEM); de Eduardo Fiorillo (DEM), presidente da Câmara Municipal; do provedor da Santa Casa, Leonardo Munhoz; Maria Amélia Abdo Barreto, presidente da Unimed; do vice-presidente Alex Saurin; Fernando Jacinto, Superintendente da Cooperativa e demais cooperados, colaboradores e autoridades.

Reforma da Ala feminina do SUS

Com trinta leitos, a Ala feminina do SUS da Santa Casa de Adamantina foi contemplada com uma verba de R$ 455 mil para sua reforma, uma emenda do deputado federal Evandro Gussi (PV), número 826067 de 2.015. O início da reforma atrasou em função da Santa Casa de Adamantina não ter o projeto de combate ao incêndio para aprovação do Corpo de Bombeiros. No último dia 8, foi encaminhado à Caixa Econômica Federal as últimas adequações do projeto que visa a liberação da licitação da obra.

A administração da Santa Casa de Adamantina acredita que até abril de 2.018 a Caixa Econômica Federal libere a verba para início da reforma, que tem um prazo de quatro meses para sua execução. Portanto, até o fim de 2.018 a nova Ala feminina do SUS deverá ser inaugurada. A verba já esta empenhada e o governo federal vem pagando todos os convênios assinados.

O projeto de reforma da Ala feminina da Santa Casa foi realizado pelo curso de engenharia civil da UniFAI, sob a coordenação dos professores Roberto Kiyoshi Ito e Bruno do Vale Silva, engenheiro civis.

Reforma da Ala masculina do SUS

A reforma da Ala Masculina do SUS, que conta com 28 leitos, terá seu andamento logo após a conclusão do processo de licitação da reforma da Ala feminina. A verba para a realização dessa obra também é uma emenda do deputado federal Evandro Gussi (PV), de número 50080003, de dezembro de 2.016, no valor de R$ 800 mil, já cadastrada e assinada pelo Ministério da Saúde.

O projeto de reforma da Ala masculina da Santa Casa também está sendo realizado pelo curso de engenharia civil da UniFAI, sob a coordenação do professor e engenheiro Roberto Kiyoshi Ito e pelo professor coordenador do curso Bruno do Vale Silva. Deve ser concluído até o fim de 2.019.

Oito novos leitos para a UTI

A Unidade de Terapia Intensiva da Santa Casa de Adamantina possui atualmente quatro leitos. Mas, uma parceria da Irmandade, Prefeitura e a UniFAI vai melhorar o atendimento nesse setor, passando dos atuais quatro para 12 leitos. Já está praticamente tudo acertado e deverão ser inaugurados até julho de 2.018. A execução do projeto precisa passar pela aprovação da Câmara Municipal de Adamantina.

Reforma do Centro Cirúrgico

O projeto para a reforma e adequação do Centro Cirúrgico da Santa Casa é uma emenda do suplente do PRB na Câmara dos Deputados, Ricardo Bentinho, que quando assumiu a vaga do deputado federal Sérgio Reis, empenhou o valor de R$ 500 mil para a entidade. Mais R$ 250 mil do deputado federal Jorge Tadeu Mudalen (DEM), totalizando R$ 750 mil para reforma do Centro Cirúrgico.

De acordo com o SINCOV (Sistema de Gestão de Convênios), o valor empenhado de R$ 750 mil já foi solicitado ao Diretor-Executivo do Fundo Nacional de Saúde – FNS/SE/MS – para proceder à descentralização dos recursos para a Unidade Gestora (código 250107) Caixa Econômica Federal – Programas do Ministério da Saúde como indicado. A previsão da conclusão da reforma é até dezembro de 2.019.

Mais de R$ 1 milhão em novos equipamentos

As emendas dos parlamentares para a compra de novos equipamentos que beneficiarão a Santa Casa de Adamantina somam R$ 1.245 milhão.

Sendo R$ 195 mil empenhados pelo deputado federal Evandro Gussi (PV); R$ 200 mil do deputado federal Silvio Torres (PSDB); R$ 350 mil do deputado federal Sérgio Reis (PRB) e R$ 500 mil do suplente do PRB na Câmara dos Deputados, Ricardo Bentinho.

Santa Casa vai gerar energia

A Santa Casa de Adamantina vai produzir energia elétrica e economizar 18% do valor do seu consumo mensal, algo em torno de R$ 6 mil, graças ao projeto de eficiência energética da Energisa que contemplou o hospital com tecnologia para geração de energia solar e lâmpadas LED no valor de R$ 275 mil.

A empresa NextEnergy Engenharia já começou a instalação dos painéis e a partir de dezembro de 2017 começa a funcionar.

Uma nova lavanderia

A instalação da nova lavanderia está dependendo da adequação do espaço físico e do aumento da carga elétrica de 150 para 300 kVA.

A verba para compra dos equipamentos já está liberada. Já foram cotados a Calandra de Alta Produção, Lavadora de Roupas Hospitalar e a Lavadora Extratora de Roupas Hospitalar.

Todos os equipamentos da nova lavanderia serão comprados com parte dos R$ 350 mil do convênio 833188/2016 – emenda nº 37610006 – do deputado federal Sérgio Reis (PRB) que já está liberada pelo Ministério da Saúde.