Participaram da reunião os presidentes dos sindicatos patronais do comércio varejista de Adamantina, Lucélia, Osvaldo Cruz e Tupã e do Sindicato dos Empregados no Comércio de Tupã e Região (Foto: Divulgação)

Na tarde de terça-feira (5), sindicatos patronais do comércio varejista de Adamantina, Lucélia, Osvaldo Cruz e Tupã, estiveram reunidos na sede do Sindicato Patronal de Tupã, para o início das discussões visando a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho 2018/2019. A data base da categoria é 1º de setembro.

Foi recebida uma pauta de reivindicações do Sindicato dos Empregados no Comércio de Tupã e Região. Basicamente todas as conquistas e termos da última convenção deverão ser mantidas, discutindo-se apenas o índice de reajuste. De acordo com projeções da Federação do Comércio de Bens e Serviços do Estado de São Paulo, a inflação de agosto (índice que dará base às negociações) deverá ficar entre 2% e 2,5%.

“Com todos os desafios que tivemos no ano passado, com a vigência das novas regras da Lei Trabalhista, conseguimos fazer uma das melhores Convenções Coletivas do Estado de São Paulo graças ao empenho, entendimento e bom relacionamento entre as partes”, ressaltou o presidente do Sincomercio de Adamantina e coordenador da região Oeste da Fecomercio, Sérgio Vanderlei. “Nossa preocupação é dar segurança jurídica às empresas e garantir os direitos dos trabalhadores”.

A rodada de negociações deu-se início. Nas próximas semanas os sindicatos, tanto patronais como de empregados, farão suas respectivas assembleias para definição dos pontos a serem discutidos.