Saúde de Mariápolis é prioridade de Val Dantas no início da gestão

Eleito com 1.438 votos, o servidor público já começou a trabalhar em sua administração

O candidato eleito a prefeito de Mariápolis, Val Dantas (DEM), disse que a saúde será a prioridade dos primeiros anos de seu governo. Eleito com 1.438 votos, o servidor público já começou a trabalhar em sua administração.

“Todas as áreas terão prioridades em nosso governo. Porém, de início, focaremos em melhorar a Saúde, contratando médicos, trabalhando com os profissionais para verificar a disponibilidade de ampliar atendimento e realizando procedimentos licitatórios para aquisição de medicamentos diversos para a farmácia”, disse ao IMPACTO.

Além disso, o prefeito eleito afirma que trabalhará para melhorar a infraestrutura e limpeza de Mariápolis. “Também daremos uma atenção especial no aspecto visual da cidade, realizando melhorias na malha viária da cidade, poda de árvores e limpeza em geral”.

Apesar de o democrata ter sido escolhido por 54% dos eleitores, o pleito deste ano foi disputado em Mariápolis. A candidata Estacia Martins (PMDB) teve 675 votos e a terceira colocada foi Neusa Magnani (PDT), com 19,50% dos votos.

“Faremos um governo aberto, nosso foco é e sempre será a população da cidade e zona rural, portanto cada um de nós, políticos, temos o dever e a obrigação de fazer um trabalho voltado para atender os interesses de toda população deixando de lado os interesses políticos-partidários”, comenta Val.

Em relação à definição da equipe de governo, o prefeito eleito é categórico: “não firmamos compromissos com cargos a fim de que pudéssemos obter apoio político, até porque a máquina pública se encontra bem próximo ao limite permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal referente à folha de pagamento”. E, ainda, explica que o critério de escola será técnico. “A escolha será pautada dentro do conhecimento de cada um em sua respectiva área de atuação para que possamos alcançar não só os nossos objetivos, como principalmente os da população, pois o que estará em risco é o bom funcionamento da máquina pública”.

Val trabalha há 24 anos na Prefeitura de Mariápolis, motivo pelo qual acredita ter uma transição de governo imparcial. “Devemos ter o conhecimento prévio da situação em que se encontra a Prefeitura, bem como de todos os convênios e contratos em andamento, pois com muita responsabilidade nós daremos continuidade a esses projetos e com base nessas informações que entendemos ser prioritárias para que possamos criar mecanismos para planejar a nova administração”.

O prefeito eleito governará a cidade de 1º de janeiro de 2017 até 31 de dezembro 2020. “Agradeço primeiramente a Deus, pois a nossa vitória foi para honra e glória do Senhor, aos nossos familiares, a vice-prefeita Hermínia Jordão que sempre esteve presente nesta caminhada, aos candidatos a vereador eleitos e não eleitos, a toda equipe de coordenação de campanha que fizer um grande trabalho, a todos que diretamente e indiretamente nos ajudaram a vencer as eleições, pois sozinho ninguém chega a lugar nenhum”, agradece.

Câmara

Na Câmara Municipal, o candidato mais votado foi Gilson Paulo (PR) com 328 votos. Na segunda posição vem Maciel Lourenço do PPS, com 315 votos.

Dos nove eleitos, a maioria é da base aliada a Val Dantas. “Terei um diálogo aberto, proximidade com os vereadores, respeitando o poder Legislativo, pois somente assim poderemos desenvolver um bom trabalho para a população, pois nesse momento temos que trabalhar por uma Mariápolis para todos”, finaliza o prefeito eleito.

Vereadores eleitos, segundo TSE

1º Gilson Paulo (PR) – 328 votos

2º Maciel Lourenço (PPS) – 315

3º Alex (PSB) – 226

4º Sigmar Escrivão (PT) – 203

5º Cidinha (PSDB) – 152

6º Lucimar Barbosa (DEM) – 148

7º Chimba (PT) – 146

8º Paulo Dantas (PV) – 116

9º Aparecida Ribeiro Sensiarelle (PV) – 103