SANTA CASA: Eficiência profissional e respeito ao paciente…

Aprendi o silêncio com os faladores, a tolerância com os intolerantes, a bondade com os maldosos; e, por estranho que pareça, sou grato a esses professores. (Khalil HYPERLINK “https://www.pensador.com/autor/khalil_gibran/”Gibran)

A gratidão é um fruto de grande cultura; não se encontra entre gente vulgar. (Samuel Johnson)

Quem acolhe um benefício com gratidão, paga a primeira prestação da sua dívida. (Sêneca)

Ao Ortopedista Alexandre Ghiraldi e equipe, também, profissionais da SANTA CASA, dedico!

Faz algumas semanas, talvez, dois meses atrás que ocorreu um desencontro do meu lado, ou seja, uma queda na calçada e o resultado foi uma “fratura no punho esquerdo”…

Neste dia, ainda, pela manhã, quando ocorreu o problema em questão, tive que correr até o “Pronto Socorro” da SANTA CASA local, depois de alguns minutos de espera, o primeiro atendimento via recepção da instituição, bem como, depois, os outros encaminhamentos que o caso exigia naquele momento mais do que complicado para o meu lado…

A médica de plantão atendeu o caso e solicitou em seguida, os devidos procedimentos relacionados com “raio x” e imobilização do braço, ou seja, do cotovelo até o punho por meio de uma tala, tendo em vista o problema em ritmo de urgência…

Depois de cumpridas tais etapas, ainda, depois dos devidos cuidados via enfermaria e colocação da “tala” pelos setores responsáveis da SANTA CASA, nesta mesma data, quarta-feira, o agendamento da consulta médica com o ortopedista, ALEXANDRE GHIRALDI para as devidas avaliações que o caso estava exigindo e ponto quase final…

Pra variar, assim que entrei na sala, o médico ortopedista disse: “Senhor Sérgio, vai ter que fazer cirurgia…”, confesso que tal notícia me deixou em estado de alerta frente ao ocorreu no “tombo” pela manhã, bem como, nos procedimentos médicos decorrentes da necessidade da cirurgia, ainda, com a colocação de “pinos” pra dar apoio as exigências do período pós-cirurgia…

Depois do “susto” inicial, o ortopedista agendou o dia e hora da cirurgia, também, pra uma semana depois na SANTA CASA, ainda, reforçou que tal procedimento não seria nada complicado, neste caso em pauta, quem conhece o ALEXANDRE GHIRALDI sabe do que estou falando ou escrevendo…

Confesso que de um jeito ou de outro, procurei ficar tranquilo, entretanto, na medida do possível, considerando que enfrentar uma mesa de cirurgia não estava nos meus planos, mas, vamos que vamos para este desafio…

E depois de tal comunicação da cirurgia, disse para o ALEXANDRE, a saber: como pode uma coisa dessas, foi um “tombo de nada” e o mesmo disse, “o problema não é o tamanho do tombo e sim como o senhor caiu usando o braço/punho como apoio pra segurar o corpo…”

A entrada na SANTA CASA para o procedimentos visando a internação e tudo mais, ocorreram de acordo com o previsto naquele dia e hora, sem mais e sem menos, aqui, os mais sinceros agradecimentos pelo “atendimento, respeito e responsabilidade” dos profissionais da SANTA CASA envolvidos nestas etapas, ou seja, da “recepção até a entrada no quarto”, neste caso em especial, com o apoio das “Enfermeiras”…

Reforço, ainda, o apoio dessas profissionais no dia em que ocorreu o atendimento via PRONTO SOCORRO no período da manhã e no período da tarde, quanto ao atendimento executado pelo ALEXANDRE GHIRALDI e equipe da SANTA CASA…

Pra não ficar divagando neste artigo em ritmo de crônica, destaco a eficiência do pronto atendimento dos/as profissionais da SANTA CASA neste caso em especial, bem como, a dedicação em todas as etapas com relação ao paciente, além da preocupação do ortopedista ALEXANDRE e equipe no momento da cirurgia e depois do procedimento, tendo em vista que foram momentos mais do que complicados em função dos problemas causados pela fratura e tudo mais em meio ao tudo de menos…

A recuperação está na fase da “fisioterapia” neste momento, portanto, tempo ao tempo para este novo tempo novo para o paciente em meio aos desencontros provincianos…

E finalizando com as palavras de sempre do ALEXANDRE, a saber: “beleza sr. Sérgio…”

QUEM VIVER, VAI VER!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here