Província eternizada!

“Hasta la victoria siempre”, Ernesto Guevara de la Serna

Controverso, Sérgio Carlos Francisco Barbosa, ou apenas Sebar, já é figura folclórica na Província – como sempre se referiu à Adamantina. Nem polêmico, nem incompreendido, sempre se classificou como pessoa de opinião, mas sempre aberto ao diálogo.

Mas não se pode deixar o passado de lado em meio aos desencontros do presente, haja vista que o futuro pode fazer a diferença neste contexto entre o passado e o presente, ainda mais em terras provincianas…

Natural de Ourinhos, se estabeleceu em nossa cidade em 1999, quando assumiu papel estratégico na implantação dos cursos de Publicidade e Propaganda e Jornalismo da UniFAI – Centro Universitário de Adamantina.

Em terras provincianas, ainda, impulsionou e estruturou a Rádio Cultura FM, transformando-a em uma opção diferente no ar.

Mas, sobretudo, pode-se afirmar que foi o principal responsável pela parceria entre a Autarquia Municipal de Ensino Superior e a Cátedra Unesco de Comunicação para o Desenvolvimento Regional.

Desta parceria, diversos eventos – alguns dos quais considerados, até hoje, referência – foram promovidos rompendo a mesmice de sempre e inserindo a Província no contexto glocal, ou seja, do global (Planeta Terra) para o local (Província), em um seleto grupo de cidades produtoras de conteúdo científico.

Como sempre afirmou, aqui e ali, “A César o que é de César”.

Autor de artigos polêmicos, Sebar nunca deixou de falar – e se posicionar – sobre os desencontros patrocinados pelos diversos setores do poder provinciano. Irônico e com linha editorial própria é colaborador de diversos jornais e sites, cativando leitores em toda a região.

Amante do bom e velho rock´n roll, apesar da aparência peculiar, seu grande coração o denunciava em diversas situações, já que não se pode perder a ternura, jamais.

E foi este mesmo coração que pegou amigos e familiares de surpresa e ponto quase final…

De um jeito ou de outro, “a vida continua” para todos os lados de um mesmo lado,  e tudo, ainda, pode ocorrer daqui pra frente. Pelo andar da carruagem, ainda está no seu tempo… E todo tempo é tempo!

Não se pode esquecer que “tudo passa” e que a Província já está eternizada para isso e mais aquilo. Na realidade, Sebar já é cidadão provinciano, mesmo sem que houvesse devida láurea.

Que tenhamos muitos Riders On The Storm antes do The End.

Quem viver, vai ver!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here