Projeto de Lei quer homenagear cantor adamantinense Fernando Paloni, morto em 2015

Músico morreu em 22 de fevereiro de 2015, aos 28 anos, vítima de leucemia.

Depois do período de recesso parlamentar, os vereadores de Adamantina retorna nesta segunda-feira (1), aos trabalhos em plenário. Na primeira sessão ordinária do segundo semestre consta na pauta de votações o Projeto de Lei de autoria do Executivo, que dá o nome de Fernando Paloni ao Auditório da Biblioteca Pública Municipal.

A proposta é indicação da vereadora Noriko Saito (PV) e será apreciada em primeira discussão e deve receber os votos favoráveis de todos os nove legisladores, tendo em vista que presta homenagem a um dos mais talentosos e reconhecidos cantores adamantinenses, que conquistou projeção musical em dupla com o irmão Luiz Henrique.

Homenagem

O músico Fernando Paloni tinha 28 anos e morreu no dia 22 de fevereiro de 2015, vítima de leucemia.

Incentivados pelos pais, os irmãos (Luiz Henrique e Fernando) iniciaram a carreira ainda crianças e o primeiro trabalho foi lançado em 1994. A dupla já cantou ao lado de músicos sertanejos como Michel Teló, Marcos e Belutti, Munhoz e Mariano, entre outros.

Ao todo, foram oito lançamentos, com melodias que variam do estilo romântico ao sertanejo universitário. Uma das músicas de grande destaque para a dupla foi “Humilde Residência”, gravada por Michel Teló, que foi executada nas rádios de todo Brasil em 2012.