Prefeitura intensifica coletas seletiva e orgânica do lixo de Adamantina

O objetivo é reduzir a quantidade de rejeito destinado a Aterro Sanitário

A Prefeitura de Adamantina intensifica as coletas seletiva e orgânica do lixo na cidade. Diante da situação imposta pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) na possível interdição do Aterro Sanitário Municipal, a Prefeitura, através da parceria junto ao UniFAI (Centro Universitário de Adamantina), elabora ações efetivas com o objetivo de reduzir a quantidade de rejeito destinado a Aterro Sanitário.
Entre as mudanças anunciadas estão a divisão da cidade em seis setores para um rodízio da coleta dos recicláveis, orgânico e folhas. Após a campanha de conscientização será divulgado para cada residência e comércio os dias da coleta seletiva, do orgânico e do recolhimento das folhas.
Nos dias de coleta seletiva, o recolhimento do lixo reciclável será feito com caminhão gaiola, de porta em porta, atribuindo várias vantagens, sendo a principal delas a fácil visualização de que é realmente uma “coleta seletiva”, incentivando a adesão da campanha. Outra vantagem é a melhora da qualidade dos materiais recicláveis, não sendo compactado, sujando e misturando com outros resíduos.
Com a criação de um dia somente para recolher folhas, a Prefeitura volta a fazer a compostagem, gerando o adubo orgânico que poderá ser utilizado no Viveiro Municipal, praças e plantações (na cana-de-açúcar e eucalipto, por exemplo), havendo a possibilidade, após licenciamento, de utilizar também na agricultura familiar.
“É indispensável a colaboração do munícipe, que é a principal ferramenta para chegar no resultado proposto. O comprometimento da população em separar os resíduos orgânicos dos recicláveis, respeitando os dias corretos para cada tipo também é fundamental, pois assim teremos uma redução de lixos misturados que dificultam a triagem dos materiais e comprometendo a Campanha de Coleta Seletiva e Orgânica”, destacou o diretor do departamento de Gestão de Resíduos da Prefeitura de Adamantina, Alysson Quinto.
A separação dos lixos
É importante lembrar que os materiais recicláveis são papel (caixa de papelão, cadernos, jornais, revistas, panfletos, embalagens de leite etc.), plástico (sacolas, garrafas PET, copos descartáveis, embalagens etc.), metal (latas, armações de alumínio, ferro, fios de cobre etc.) e vidro (garrafas, copo, vasos). No descarte de vidro, evite acidentes: embale e identifique o pacote.
Os resíduos orgânicos são compostos por qualquer material de origem vegetal ou animal (restos de comida ou do seu preparo). Já os rejeitos são todo e qualquer tipo de material que não se tem tecnologia para reciclagem, tais como os materiais particulados que não são possíveis de separar na triagem, lixo de banheiro, etc.
“Fique atento as mudanças! Sua colaboração beneficiará o meio ambiente e ajudará o desenvolvimento sustentável”, concluiu Alysson Quinto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here