Prefeito Márcio Cardim, secretários Wellington Zerbini e João Vitor Marega e o diretor de engenharia e projetos arquitetônicos da prefeitura, Rodrigo Martins Gumiero, realizaram uma visita técnica ao local com Fernando Boaretto, engenheiro civil da Copel Engenharia, Indústria e Comércio LTDA, empresa vencedora da licitação (Foto: Divulgação | Prefeitura)

Após ter o pedido de R$ 2 milhões aprovados junto à Desenvolve SP – Agência de Fomento do Estado de São Paulo para a substituição dos tubos ármicos por aduelas de concreto no Parque dos Pioneiros, o prefeito Márcio Cardim, os secretários Wellington Zerbini e João Vitor Marega e o diretor de engenharia e projetos arquitetônicos da prefeitura, Rodrigo Martins Gumiero, realizaram uma visita técnica ao local com Fernando Boaretto, engenheiro civil da Copel Engenharia, Indústria e Comércio LTDA, empresa vencedora da licitação.

O profissional responsável por execuções de obras na empresa veio observar a área e passar algumas instruções a fim de tornar o trabalho de troca dos tubos ármicos pelas aduelas de concreto mais seguro e eficiente. Conforme explicou o engenheiro civil, será preciso fazer uma base com pedra rachão e brita para depois realizar a instalação das aduelas de concreto. Serão usadas cerca de 460 peças de dimensões 3 metros por 3 metros em uma área de mais de 480 metros de extensão.

A fim de resolver o problema no Parque dos Pioneiros, a Prefeitura também já adquiriu uma escavadeira hidráulica que será utilizada na obra. O prefeito Márcio Cardim explica que a canalização do Parque dos Pioneiros é uma importante obra de engenharia que irá resolver um problema antigo e que se agrava em função do material que foi utilizado na época.

“A saída economicamente viável para solucionar esse problema, foi a própria prefeitura executar a obra, tendo em vista que qualquer outra solução custaria cinco vezes mais. Foi uma decisão difícil de ser tomada, mas vimos que era a única saída. As secretarias de obras e de planejamento toparam o desafio e tenho convicção que com a vontade de todos executaremos essa obra com sucesso”, assegura.

O prazo de financiamento junto à agência é de 72 meses e tem carência de um ano.