Em Adamantina, os contribuintes do Simples Nacional somam três mil empresas. A Prefeitura, por meio do Departamento de Fiscalização, realizou a conferência de débitos relativos às empresas que são optantes pelo regime tributário. As que não estiverem em dia com as contribuições terão os cadastrados do CNPJ baixados até dezembro.

Ao Município é reservada a tarefa de efetuar mensalmente e anualmente a análise de opções pelo Simples Nacional das empresas em início de atividades e das empresas já constituídas.

A diretora de fiscalização, Luciana Tecco, diz que foram analisadas três mil empresas e desse total, 667 apresentaram pendências. “As empresas que apresentaram problemas tem 30 dias para buscar a regularização, pois caso contrário, elas serão retiradas do Simples Nacional” explica.

Conforme ela, algumas empresas foram informadas da situação por meio do domicílio tributário eletrônico onde são notificadas diretamente pelo portal do Simples Nacional.

As outras 185 empresas estão sendo notificadas pelos fiscais da Prefeitura. Decorridos os 30 dias após terem recebido a notificação, as empresas serão efetivamente excluídas, porém poderão efetuar nova opção pelo Simples Nacional em janeiro de 2019.

Serviço

A regularização dos débitos poderá ser efetuada no Departamento de Fiscalização – 2º Andar do Paço Municipal ou diretamente nos escritórios contábeis.