Dos 14.924 eleitores que estavam aptos a votar em 2016 no município de Lucélia, apenas 10.022 (67,2%) fizeram o cadastramento biométrico obrigatório. O prazo final estipulado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é de 27 de março de 2018.

Para fazer a identificação biométrica, o eleitor deve agendar o atendimento no site do TRE (www.tre-sp.jus.br). No dia marcado, basta comparecer ao Cartório Eleitoral portando documento de identificação original, CPF, comprovante de residência recente e o título eleitoral, caso tenha. Para o primeiro título dos homens, que tenham entre 18 a 45 anos, é necessário também o comprovante de quitação do serviço militar.

As pessoas que não puderem cadastrar no site podem procurar diretamente o Cartório para fazer o agendamento e posterior cadastro.

O cidadão que procurar o cartório para solicitar o título pela primeira vez, fazer a transferência de domicílio eleitoral ou revisão de dados, já fará a identificação biométrica, que inclui a coleta das digitais, além de fotografia e assinatura digital.

Biometria
Biometria é um método automático de reconhecimento individual baseado em medidas biológicas. Para a Justiça Eleitoral, essa tecnologia permite que o eleitor vote na urna eletrônica depois do reconhecimento de sua expressão digital por meio do leitor biométrico.

Consequências
Caso o eleitor tenha o título cancelado, o mesmo não poderá: obter empréstimos em Bancos públicos, nos Institutos de Previdência Social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo Governo; renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial; inscrever-se em concursos públicos ou receber salário de função ou emprego público e obter passaporte.

Serviço
O Cartório Eleitoral de Lucélia funciona de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, na rua Eduardo Rapacci, 171 – centro. Mais informações pelo telefone (18) 3551-1295.