Paróquia de Nossa Senhora de Fátima promove Cerco de Jericó entre os dias 15 e 22 de outubro, em Adamantina (Foto: Gustavo Castellon)

A Paróquia Nossa Senhora de Fátima, de Adamantina, inicia nesta semana mais uma edição do Cerco de Jericó, período de oração e de celebração eucarística. Cada missa será celebrada por um sacerdote convidado, entre os dias 15 e 22 de outubro.

O padre Marcelo dos Santos, pároco da Matriz de Fátima, explica que muitos têm perdido a noção de pecado, tudo tem se tornado banalizado, e as pessoas não sabem da importância do perdão. Por isso, a escolha do tema ‘Quem não tiver pecado atire a primeira pedra’ ( Jo. 8,7).

“O perdão dos pecados é oferecido gratuitamente a todos, mas, precisamos reconhecer a necessidade do perdão. O primeiro passo para sermos perdoados sempre será o reconhecimento e a insatisfação dos nossos erros. Não porque Deus Pai não os conheça de antemão, mas porque admitir a nossa culpa significa reconhecer que estamos no caminho errado e, portanto, desejamos voltar para o rumo certo. Assim Deus pode derramar o seu perdão, o seu amor que restaura o coração do pecador arrependido. Este pode levantar a cabeça e começar uma vida nova”, explica.

Segundo o sacerdote, a situação é muito diferente para quem se considera já perfeito, ou com falhas insignificantes, pois não busca se corrigir, não se preocupa em crescer na bondade e na generosidade. “Autocontempla a sua “perfeição”. Fica parado elogiando a si mesmo, fechado em seu orgulho de “homem justo”. Às vezes faz pior, porque faz o oposto de Deus que, rico em misericórdia, perdoa, oferece paz e esperança. O “justo” autossuficiente julga todos os outros pecadores, implora de Deus o castigo para eles e o prêmio para si. Não tem compaixão. Despreza o perdão de Deus. É muito orgulho, triste e inútil. Um verdadeiro grande pecado”, enfatiza padre Marcelo.

Como em anos anteriores foram convidados padres para que em cada dia, com tema relacionado ao pecado, levem os fiéis a refletirem sobre a importância do perdão. A música tema do Cerco de Jericó 2.017 é ‘Eu não esqueço um Deus assim’, de Diego Fernandes.

Programação

O Cerco de Jericó começa no domingo, dia 15, às 19h, com missa de abertura e entronização do Santíssimo Sacramento, que estará exposto durante 24h para vigília dos fiéis da Paróquia de Fátima.

As celebrações serão presididas por Dom Estevão (dia 16), padre Evandro César (17), padre Adriano Alves (18), padre Milton Afonso (19), padre Wilson Ramos (20), além de Marcelo dos Santos, pároco da Matriz de Nossa Senhora de Fátima.  “Sejam todos bem vindos no Cerco de Jericó, a igreja ficara aberta do dia 15 a 22 de outubro com 24h de oração, cânticos e adoração e, no encerramento, um grande louvor de agradecimento a Deus, principalmente a consagração das famílias e dos enfermos”, convida padre Marcelo.

Gesto concreto

O gesto concreto do Cerco de Jericó é em prol da Casa de Apoio de Jaú, mantida pela Rede de Combate ao Câncer. “Conscientizamos a todos a fazer sua oferta, para que os trabalhos de acolhimento nesta casa aos acompanhantes de enfermos acometidos com essa enfermidade grave tenham uma estadia no momento de tratamento na cidade de Jaú. Portanto, não se trata somente de uma coleta, quando somente aqueles que vierem participar, mas, sim, convidamos a todos a colaborar com essa Campanha dentro da dinâmica do Outubro Rosa”, finaliza padre Marcelo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here