Em agosto, Prefeitura instalou tachões na avenida Moysés Justino da Silva para diminuir acidentes no acesso aos bairros Jardim Bela Vista e Estância Dorigo (Foto: Arquivo | Prefeitura)

Local com constantes acidentes, a avenida Moysés Justino da Silva receberá quatro novos redutores de velocidade dentro de um mês. O anúncio foi feito pelo prefeito Márcio Cardim (DEM) em entrevista a rádio Life FM na quarta-feira (17), mesmo dia em que três acidentes foram registrados na via de ligação Adamantina – Lucélia.

A primeira ocorrência foi registrada no trevo de acesso ao Jardim Bela Vista, onde dois carros se chocaram por motivos a serem esclarecidos. Um deles capotou sobre a pista.

O segundo acidente foi nas proximidades da ponte sobre a via férrea. Um veículo deixou a pista e invadiu o acostamento, à direita, caindo em ribanceira. O motorista ficou preso às ferragens e precisou ser removido pelo Corpo de Bombeiros. Durante o atendimento a este acidente, houve um terceiro registro, praticamente no mesmo local da primeira ocorrência – trecho de acesso ao Jardim Bela Vista/Jardim dos Poetas, envolvendo carro e motocicleta.

A Prefeitura informou que a via será fracionada em três partes e distribuídas as novas lombadas. Próximo ao condomínio Gran Village já existem dois dispositivos de redução de velocidade. “O Setor de Trânsito já fez levantamento, iremos colocar dois redutores de velocidade em cada sentido da via para que diminua forçadamente, infelizmente, a velocidade dos veículos que utilizam o trecho”, disse Cardim.

Santo Dumont

Outro ponto que receberá redutores de velocidade é a rua Santos Dumont, principal ligação aos residenciais Portugal, Eldorado, Giuliano, Califórnia e adjacências. Recentemente, a via recebeu nova sinalização com pinturas, placas e tachões visando à diminuição de acidentes no trecho.

“A empresa que fornece o material para fazer estes quebra-molas entrou em recesso no mês de dezembro e agora, dia 15, retomou os serviços. Iremos fazer a aquisição, a licitação já foi efetuada, então já podemos comprar o material”, explicou o prefeito.