Usuários levaram móveis e colchões ao local (foto: Renato Campanari)

Familiares de vizinhos da rua Califórnia, onde fica o Centro Comunitário da Vila Califórnia, esquina com a avenida Brasil, a cerca de 200 metros da sede da Polícia Militar em Osvaldo Cruz denunciaram hoje (16) através do Facebook que usuários de drogas tomaram conta de parte das instalações do prédio pertencente à Prefeitura principalmente no período noturno.

Anteriormente os dependentes de entorpecentes usavam o prédio incabado da Unidade Básica de Saúde da Vila Paraízo, em construção há mais de cinco anos e cuja obra ainda está inacabada. A Prefeitura retomou a obra no final do ano passado, mas ainda está em andamento e o prédio (não raro) também é ocupado por quem consome droga, principalmente crack.

Os usuários de entorpecentes utilizam do que antigamente era o vestiário da quadra de esportes do Centro Comunitário, onde durante o dia funciona o projeto social Alegria de Viver, atendendo crianças e adolescentes.”Isso aqui se transformou numa verdadeira ‘cracolândia’, porque não se trata apenas de tráfico de drogas, mas também e principalmente pela presença de usuários no período da noite. O que nos deixa mais tristes é que trata-se de um prédio público onde funciona um projeto social para crianças. Eu não consigo entender o descaso do poder público e o que está acontecendo aqui”, disse o professor de artes marciais, Ânderson Riquetti.

Segundo ele, a situação piorou muito nos últimos meses. “Isso aqui se transformou num inferno para os moradores da região. E não são apenas usuários de Osvaldo Cruz, tem dependente de droga vindo de fora para usar entorpecente neste local e eles não ficam na deles. Muito pelo contrário, eles furtam residências próximas, a gente aciona a Polícia e dentro do contexto dela é feito um trabalho, mas logo esses usuários voltam e ocupam o espaço porque a facilidade de entrar e sair deste prédio público é muito grande”, disse o denunciante.

O problema maior é durante à noite porque o barulho dos dependentes de drogas é grande. “Não tem quem dorme aqui, além do que há mau cheiro e o local onde era para ser ocupado por crianças hoje é completamente insalubre”, completa Riquetti.

Prefeito diz que prédio vizinho vai abrigar posto de saúde

O prefeito de Osvaldo Cruz, Edmar Mazucato (PSDB), explicou que no final do ano passado a obra de construção do posto da Vila Paraízo foi retomado, mas houve problema novamente com a empreiteira vencedora da licitação. “Em breve esses problema serão resolvidos e a obra novamente vai ser retomada e deve acabar com o acesso ao prédio”, destacou.

Já em relação ao prédio do Centro Comunitário da Vila Califórnia, Mazucado disse que na última sexta-feira (12) o Corpo de Bombeiros emitiu um laudo de avaliação que atesta que as instalações estão dentro da lei.

“Quanto ao acesso desses vândalos que ficam ali usando drogas eu penso que isto é problema de Polícia. Muitas vezes chamamos até o Capitão [Alexandre] Kihara e ele determina que a Polícia faça a retirada desses dependentes de drogas lá do local. Mas uso de maconha, crack, cocaína e outros entorpecentes não é um problema de Osvaldo Cruz, mas do Brasil. Vamos reunir o setor social com as autoridades de Segurança e ao meu ver a saída será expulsar essas pessoas daquele lugar. Já colocamos grade, já pedimos ajuda da Polícia, agora se não houver jeito talvez tenhamos que demolir lá o que sobrou daqueles vestiários. É realmente um problema que precisamos resolver”, disse Mazucato.