Língua Quente, edição de 8 de abril

Coluna assinada pelo esportista Jair Kbça, publicada semanalmente no JORNAL IMPACTO de Adamantina

Sem-título-7-1-600x220-CópiaApoio: Carlinhos Despachante ‘Bibi’ e Supermercado Godoy/Rede Smart

  • Segundo comentários que rolam nos bastidores do mundo esportivo, os jogadores da equipe de malha de Lucélia estão indignados pela falta de apoio da Dell para participação no campeonato da Liga, em Assis. Segundo Marcelo Grego, a crise financeira que atinge grande parte dos municípios brasileiros obrigou a Diretoria de Esportes a cortar despesas no orçamento.
  • Ainda falando sobre Lucélia, o que se comenta por lá, é que o diretor de esportes Marcelo Grego e o treinador de futsal André Baraka deverão deixar seus cargos na Dell, em julho. O que se comentam por lá, é que eles irão disputar as Eleições Municipais. Boa sorte!
  • Ouvi falar que o presidente Rubira, da Associação de Moradores do Parque Iguaçu, pretende promover em sua praça de esportes, um octagonal com todas  as equipes do treinador Cristiano Reis.  Dizem que nunca se viu na história do futebol adamantinense um treinador comandar oito  equipes em torneio que tem dezesseis. Vale a homenagem. Tem nosso apoio.
  • A praça de esportes do Jardim Brasil, esteve marcada com a presença de um bom público e de esportistas que foram prestigiar o torneio de futebol com grandes partidas disputadas. Entre os presentes estava o competente vereador Hélio José dos Santos que ficou praticamente o dia todo no torneio e foi muito bem recebido e elogiado pelos os organizadores.
  • Diferentemente de Adamantina, em  cidades vizinhas principalmente Lucélia, quando se tem um evento esportivo alguns vereadores  fazem  questão  prestigiar e de uma forma ou de outra ainda  apóiam financeiramente as equipes. Já em outros lugares, nem precisa falar que é raro acontecer os mesmo. Muitos vereadores ficam no anonimato os quatro anos de gestão e só aparecem na época de eleições com os ‘santinhos’ em mãos e promessa mal cumpridas.
  • No fim do ano passado, muito se comentou sobre a verba conquistada por Adamantina para a reforma do Estádio Municipal ‘Antônio Gulart Marmo’. Acreditei que teríamos a volta das caminhada dos idosos e treinos e jogos dos garotos e veteranos. Já se passaram cerca de quatro meses e cadê a tão sonhada reforma? Nem se quer saiu do papel. Será que esqueceram no trenó do Papai Noel? Estamos de olho!
  • Só espero que no campeonato que esta sendo disputado em uma cidade (não vou citar nome) não seja igual a outro que aconteceu, onde os times eram sempre protegidos. Estamos de olho nas ‘maracutaias’.