Apoio: Supermercado Godoy/Rede Smart 

Após vários anos sem participar de uma competição esportiva, a tradicional equipe do Vila Nova E.C, do Jardim Paulista, fundada por Luizinho Bill, volta a disputar uma competição sob o comando de Evandro Benê. A equipe será formada por alguns jogadores do bairro, e disputará o torneio no Campus III, no dia sete de agosto e o torneio da Adpm, em sete de setembro.

Nos áureos tempos de Jogos Regionais, quando se falava na equipe de futsal de Adamantina, os adversários já ficavam amedrontados e preocupados como iriam enfrentar o time comandado pelo experiente técnico Bassan e evitar uma goleada. Na época, o time conta com o Abrahão, Mugu, Clapis, Ademir, Mota, Adão, Eduardo, Marquinhos, Cleber, Ponteli e muitos outros. E uma coisa era certa: sempre conquistavam a medalha de ouro.

Atualmente, mesmo com bom trabalho feito pelo técnico Luís Otávio e usando a experiência de Andersinho e Daniel, equipe de futsal adamantinense já não é mais a mesma. Não amendronta nenhum adversário e quando conquista uma medalha, não é de ouro. Talvez seja a falta de estrutura da equipe, falta de investimento da Prefeitura ou sei lá o que… Uma pena!

Ainda falando do futsal adamantinense, além de ter vários jogadores experientes no elenco, o treinador Bassan fazia questão de levar com a delegação, jogadores da categoria juvenil para pegar mais experiência com elenco, durante os Regionais.

Quem acredita que este ano terá uma grande competição promovida pela Selar ficará esperando sentado no banco da ‘Praça é Nossa’. Com o dinheiro do caixa, gasto para levar os atletas nos Regionais – se é que havia dinheiro – a única competição que terá será a disputa do melhor ‘canto dos grilos’ e mais nada. Acredite se quiser, mas é a realidade do futebol adamantinense.

O que muitos esportistas de Adamantina esperam, é que o próximo prefeito promova uma inovação no comando da Secretaria Municipal de Esportes, dando oportunidade para profissionais da área ou funcionários que vive o dia a dia do mundo esportivo e acima de tudo que esteja sempre presente nas competições, independentemente de modalidade, dias ou horários. A inovação será a melhor opção. Nada de retornar ao que já está.