Justiça Eleitoral impugna candidatura de Rui Lobo a Prefeitura de Parapuã

A decisão da juíza Mariana Sperb foi baseada em pedido do Ministério Público Eleitoral

O registro de candidatura de Rui Lobo (PMDB) a Prefeitura de Parapuã foi impugnada pela Justiça Eleitoral nesta segunda-feira (19).

A decisão da juíza Mariana Sperb foi baseada em pedido do Ministério Público Eleitoral, que requereu a impugnação por entender que Rui Lobo está com os direitos políticos suspensos e inelegíveis.

O ex-prefeito foi condenado por crime doloso contra a administração pública em 2012. “Ficou comprovado que o candidato a prefeito Rui Lobo está com os direitos políticos suspensos e, ainda, que ficará inelegível por oito anos após o cumprimento da pena”, consta na decisão.

Com a sentença, foi indeferido o registro da chapa majoritária ‘Unidos construiremos uma sociedade melhor’, formada pelo PMDB, PTB, PRB e Solidariedade. O candidato à vice-prefeito era Jerôncio Francisco da Silva.

Devido ao prazo determinado pela Justiça Eleitoral, à coligação não pode mais registrar outro candidato a prefeito de Parapuã. A decisão cabe recurso.