Cantor Daniel fará show beneficente em Adamantina no dia 25 de abril (Foto: Divulgação)

Serão iniciadas nesta sexta-feira (2) as vendas de mesas para o show do cantor Daniel, que acontece dia 25 de abril (quarta-feira), às 21h, no Recinto Poliesportivo de Adamantina, beneficente à instituição local PAI Nosso Lar e Hospital de Câncer de Barretos.

A realização do evento foi anunciada na primeira semana de fevereiro e desde formada uma comissão organizadora para as tratativas de produção e busca de patrocinadores.

O show terá formato inédito em Adamantina e vai acontecer na área pavimentada do Recinto Poliesportivo, onde há um galpão coberto. No espaço, será montada toda a estrutura do show, para o artista, e serão distribuídas as mesas, com seis lugares, que permitirão acomodar o público regional.

O adquirente da mesa tem direito a duas tábuas de frios, open bar de cerveja Skol e Brahma, refrigerante, água com e sem gás, e uma rolha (que autoriza o comprador ingressar no local com uma garrafa de bebida).

Ao todo, são 390 mesas, agrupadas em cinco categorias, com preços de R$ 2.400,00, R$ 2.100,00, R$ 1.500,00 e R$ 1.200,00, conforme sua localização, além de uma reserva de mesas para patrocinadores. O pagamento pode ser feito em dinheiro ou cartão de crédito em até 6 vezes.

O início oficial das vendas acontece na noite desta sexta-feira (2), durante a palestra com o psiquiatra forense Guido Palomba, que acontece a partir das 19h30, no auditório do campus 2 da UniFAI, promovida pelo PAI Nosso Lar em parceria com o Centro Universitário Adamantina. Haverá um ponto de atendimento no local, com informações sobre o evento e reservas. Informações podem ser obtidas diretamente no PAI Nosso Lar, e pelo telefone (18) 3521-1984.

A conquista do show com o cantor Daniel se deu pela atuação do casal José Romão e Lucilene Paloni. Eles utilizaram dos contatos no meio artístico e conseguiram a confirmação da atração beneficente a Adamantina.

Show 100% beneficente

O show do cantor Daniel, em Adamantina, é totalmente beneficente a duas instituições que atuam na área de saúde e prestam atendimentos 100% SUS.

Uma delas é o PAI Nosso Lar, de Adamantina, fundada no final da década de 60, com atuação na área de saúde mental. A instituição sobrevive dos repasses do SUS e ajuda da comunidade. No começo do ano passado ingressou em um processo de reestruturação, redefinição dos serviços e tem atuado com ampla mobilização comunitária e de voluntários, em iniciativas que visem seu custeio e assim garantam o atendimento aos pacientes de toda a região.  Hoje, o PAI Nosso Lar atende pacientes residentes (moradores no local) e a ampla demanda de internações hospitalares oriundas de diversas cidades da regional de saúde de Marília.

O Hospital de Câncer de Barretos é uma instituição de referência nacional, também criada na década de 60, que iniciou os atendimentos no sentido de suprir uma deficiência da cidade. A credibilidade e o campo de atuação sensibilizaram a sociedade brasileira, que se mobiliza, em diversas frentes, para apoiar seus serviços. Na década de 90, os mantenedores do Hospital de Câncer de Barretos conseguiram mobilizar artistas e grandes empresários, permitindo a instalação de novas alas, com a ampliação da estrutura de serviços e atendimentos, oferecidos gratuitamente para toda a população brasileira.