Comunidade de Adamantina e região participa de Missa de Ação de Graças na Paróquia Santo Antônio (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)

Os Freis Franciscanos que estão à frente da administração da Santa Casa de Adamantina deste o último dia 8 se apresentaram a comunidade local durante Missa de Ação de Graças na Paróquia Santo Antônio presidida pelo bispo diocesano, Dom Luiz Antônio Cipolini. Autoridades políticas e judiciárias, religiosos e a comunidade participaram da celebração de boas-vindas aos membros da Associação e Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus, de Jaci (SP) – referência na gestão de saúde. “Foi um trabalho que teve uma mão especial, a mão de Deus, o que proporcionou a vinda dos Freis para ajudar a Irmandade nesta gestão”, destaca o prefeito Márcio Cardim (DEM).

Bispo diocesano, Dom Luiz Antônio Cipolini, preside Missa de Ação de Graças na Paróquia Santo Antônio (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)
Bispo diocesano, Dom Luiz Antônio Cipolini, preside Missa de Ação de Graças na Paróquia Santo Antônio (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)

Nova gestão

Ao IMPACTO, o presidente-nato da Associação, Frei Francisco Belotti, explicou como será a atuação dos novos gestores da Santa Casa. A administração ficará sob a responsabilidade de Frei Mateus – Fernando Alves de Souza -, Paulo Henrique de Souza (pré-Noviço), Fernando Seribeli e Altair dos Santos Souza Júnior, com suporte da equipe de Jaci (sede da Associação) e de Presidente Prudente, que administra o Hospital Regional – segundo maior hospital em atendimento do estado de São Paulo.

“Acredito que não podemos fazer uma mudança apenas por mudar e sem saber os motivos que levaram a alteração. Entendo que em primeiro lugar precisamos conhecer o terreno, as pessoas, a dedicação e seriedade das pessoas, para assim conseguirmos colocar a Santa Casa nos trilhos, com o mesmo padrão de qualquer hospital aqui no estado de São Paulo ou no Brasil. Queremos ver a Santa Casa atualizada, sendo uma resposta para a população de Adamantina e região, queremos que se torne um hospital de ensino. Para isso precisamos torná-la treinada, não apenas em equipamentos, mas também em pessoas. Não adianta mudar a estrutura se não conseguimos mudar o coração das pessoas. Então tanto as pessoas que serão assistidas como as que trabalham lá terão que enxergar a Santa Casa com uma nova forma. Isso não muito rápido, nada da noite para o dia, porque queremos em primeiro lugar conhecer as pessoas”, disse Frei Francisco.

Padre Rui Rodrigues durante Missa de Ação de Graças (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)
Padre Rui Rodrigues durante Missa de Ação de Graças (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)

Definido pelo padre Rui Rodrigues – pároco da Santo Antônio – como um momento histórico, a vinda dos Freis Franciscanos foi possível após engajamento do Judiciário local, Ministério Público e Executivo e contou com respaldo da Igreja Católica, já que o bispo diocesano deu aval para atuação da Associação em Adamantina e o Núncio Apostólico, Dom Giovanni d’Aniello – representante do Papa no Brasil –, fez pedido especial para que os religiosos assumissem o hospital.

“O nosso objetivo é fazer da Santa Casa uma santa casa. O que entendemos por isso? É uma saúde humana, igualitária, que atenda a população e dê respostas às pessoas que estão fragilizadas. A pessoa enferma, doente, está fragilizada, momento que precisa tanto do apoio e da justiça. E justiça é dar a pessoa que está necessitada uma resposta. Nós sabemos que no Brasil a saúde precisa ser melhorada, e este é novo objetivo, dar uma resposta à população, servir a população, tendo como prioridade aqueles que mais necessitam”, pontua Dom Luiz Cipolini.

As autoridades e religiosos também assinaram carta de agradecimento ao Núncio Apostólico que será encaminhado pelo Bispo Diocesano.

Comunidade local participa de Missa de Ação de Graças pela nova gestão da Santa Casa (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)
Comunidade local participa de Missa de Ação de Graças pela nova gestão da Santa Casa (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)

Participação da comunidade

Durante a celebração, os religiosos destacaram o papel da comunidade neste processo de transformação da Santa Casa. “É importante frisar que não se trata de algo individualista, é uma comunhão de pessoas e de autoridades que estão ajudando e se unindo para que isso aconteça”, disse o Bispo. “Estamos acreditando que só iremos vencer aqui se a comunidade estiver unida. Entendo que todas as obras que o Município possui, como creches, asilos, escolas e empresas, são importantes, indiscutivelmente. Mas existe uma que é o coração – o hospital. Ele atende desde antes de nascer e depois no momento que partimos para outro endereço. Então tem que ser um hospital que cumpre este papel, que faça este atendimento acontecer. E para isso, a participação de toda a comunidade é indispensável. Seja que maneira for, de que jeito for, nós viemos aqui porque estamos contando com todas as autoridades constituídas, como também estamos contando com a população de toda a região. A Santa Casa não é apenas de Adamantina, é da região”, enfatiza Frei Francisco.

Cardim também destacou a importância da comunidade como suporte para nova gestão do hospital local. “Precisamos agora, para que esta obra dê certo e se concretize, que a sociedade adamantinense e da região abrace juntamente com os Freis esta causa. Eles sozinhos não vão conseguir resolver todos os problemas na saúde, irão precisar do Legislativo, Executivo, Judiciário, das entidades sociais e de classe, e principalmente da população. Cada cidadão que se beneficiará com esta nova política pública de saúde precisa dar a sua colaboração, da forma possível, seja ela financeira, solidariedade, prestação de serviço, então tenho certeza que o projeto nasce dando certo. Se esta colaboração não ocorrer corremos risco, precisamos de toda a população adamantinense e da região”, alerta o prefeito.

Frades e freiras da Associação que atuam em obras na região de Presidente Prudente conheceram a estrutura da Santa Casa de Adamantina (Foto: Paulo Fernandes | Associação Franciscana)
Frades e freiras da Associação que atuam em obras na região de Presidente Prudente conheceram a estrutura da Santa Casa de Adamantina (Foto: Paulo Fernandes | Associação Franciscana)

Visita a Santa Casa e ao PAI Nosso Lar

Antes da missa, durante o dia, os frades e freiras da Associação que atuam em obras na região de Presidente Prudente conheceram a estrutura da Santa Casa e o PAI (Polo de Atividades Integradas) Nosso Lar.

“Fico até emocionada em receber os freis. Depois de grandes esforços, estimo que teremos uma nova realidade para a saúde de nossa cidade”, disse a juíza Ruth Duarte Menegatti, que recepcionou os freis no PAI Nosso Lar.

Presidente-nato da Associação, Frei Francisco Belotti, e a juíza Ruth Duarte Menegatti durante visita ao PAI Nosso Lar (Foto: Paulo Fernandes | Associação Franciscana)
Presidente-nato da Associação, Frei Francisco Belotti, e a juíza Ruth Duarte Menegatti durante visita ao PAI Nosso Lar (Foto: Paulo Fernandes | Associação Franciscana)

Frei Francisco, por sua vez, agradeceu a acolhida e enalteceu o trabalho desempenhado na clínica de repouso em prol da saúde mental. “Sou apaixonado pela psiquiatria. Pude acompanhar o crescimento e a evolução do tratamento psiquiátrico no decorrer de sua história. Um hospital psiquiátrico precisa ser cada vez mais uma residência, um lar de fato aos pacientes. Essa casa vem procurando fazer o seu papel”, disse.

Após um café informal, a comitiva se dirigiu até o ginásio de esportes da unidade, onde todos foram recepcionados pelos pacientes e autoridades de Adamantina. Dom Luiz, que é padrinho do PAI Nosso Lar, foi homenageado pela equipe de coordenação da unidade e deu uma benção especial ao local.

Prefeito Márcio Cardim com a primeira-dama, Marisa, e a vice Ana Micheloni (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)
Prefeito Márcio Cardim com a primeira-dama, Marisa, e a vice Ana Micheloni (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)