O Executivo informou semana passada, que a 28ª ExpoVerde não mais será realizada este ano. Nenhuma justificativa convincente!

Prefeito e secretário esqueceram-se, todavia, de reconhecer que esta opção implicará prejuízo para a eventual conquista do selo VerdeAzul, além de não considerar que este evento, de reconhecido significado, pode e deve ser promovido a custo zero para o Município. Basta o engajamento da UniFAI, APTA, APRRAR, Camda, Diretoria Regional de Ensino, Acrea, ACE, Lions, Rotary, Morro do Diabo, secretarias estaduais da Agricultura e do Meio Ambiente, CATI, Sincomercio, ONGs. E de lideranças como Cavichiolli, Karimata, Manzano, Gil, Aguinaldo, Du Malheiros, Londrina, Marini, Urias, Takashi e de outras também grávidas de ambientalismo e cidadania!

O foco central, informara-nos o prefeito Cardim, seria a agricultura familiar, alavanca mestra, nos últimos anos, do nosso PIB. Sem o rodeio PRB, sem grandes “shows”, Água, três reais: cervejinha, quatro: milho e suco, um realzinho. Praça da alimentação e venda de espaços sob a administração municipal. Entrada gratuita. Entidades presentes. Montaria com plantel doméstico e musicais priorizando a temática sertanejo-raiz. Flores, literatura, animais, barracas locais e muitas iguarias, além de exposições escolares, garantiriam enfoque direcionado à preservação ambiental, nosso micro ecossistema e à agricultura familiar.

Meu caro leitor pode e deve ajudar com uma justa reflexão acerca destas sugestões, fornecendo, outrossim, novas alternativas. Assim, muito provavelmente, além de nos inserirmos no contexto responsável pelo viver sustentável, conquistaríamos valiosos pontos na busca do selo VerdeAzul, hoje praticamente perdido. Por isto, sem direito, em 2018, a novo caminhão para transporte de lixo, pá carregadeira ou retroescavadeira, afora dificuldades para conseguirmos novos recursos a fundo perdido.

Não ao retrocesso pedagógico-cultural, ao não comprometimento teórico e pragmático com o ambiente, a sustentabilidade, o desenvolvimento!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here