Toninha está à frente do Jantar da Mulher da Arca (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)

Um evento disputado, que já está com os convites esgotados, marca o Dia Internacional da Mulher em Adamantina. Há 13 anos, o jantar comemorativo realizado pela Arca (Associação dos Renais Crônicos) reúne mulheres da cidade e toda a região em prol de entidade que presta assistência aos renais crônicos e seus familiares.

Neste ano, o jantar acontece nesta sexta-feira, dia 9, às 20h30, no Dorigo Eventos. Tradicionalmente, os meninos do Estilo Atrevido são as atrações musicais da festa, que desta vez trazem roda de samba para animar as mulheres presentes no evento beneficente.

Idealizado por Antônia Maria da Conceição, chamada carinhosamente de ‘Toninha’, o Jantar da Mulher é uma das ações sociais que mantém a entidade que atende aproximadamente 95 pacientes com problemas nos rins.

Referência regional, a Arca necessita da colaboração de voluntários e da comunidade para manter os serviços de acolhimento, auxílio e orientação. “Oferecemos desde alimentação, benefícios previdenciários, SUS, higiene pessoal e jurídica. Também realizamos diariamente visitas domiciliares e na Santa Casa, para apoio moral, religioso e econômico, com distribuição mensal de cestas básicas e semanalmente bebida láctea, legumes, verduras e frutas”, comenta.  Além disso, a Arca dispõe de um brechó e artesanatos que ajudam na renda da entidade.

Segundo Toninha, vice-presidente, todo trabalho é realizado por cerca de 10 voluntários. “Agradeço a todos os voluntários, colaboradores e os parceiros que contribuem com a manutenção da Arca e com o Jantar da Mulher, em especial ao Ministério Público, que nos auxilia neste trabalho de atendimento e acolhimento aos renais crônicos”, destaca Toninha, que completa: “Mas, precisamos de mais voluntários para que possamos dar continuidade a este serviço que é feito com todo amor, carinho e dedicação”, diz.

A Associação, que surgiu através do trabalho que Toninha realizou durante 12 anos como auxiliar de enfermagem no setor de hemodiálise da Santa Casa, completa 19 anos de compaixão ao próximo. “A Arca começou com uma sala cedida pela provedoria da Santa Casa e, hoje, temos até sede própria. Foi um trabalho árduo, marcado pela colaboração da população. Nossa eterna gratidão, principalmente aqueles que se foram, os que estão em tratamento ou aqueles que estão por vir, por toda a lição de vida e ter confiado em nós”, agradece.

Guerreira, como é definida por aqueles que a conhecem, Toninha se dedica todos os dias ao próximo. E, para as mulheres que comemoram seu dia em 8 de março, na quinta-feira, a voluntária tem uma mensagem especial: “todas as mulheres são guerreiras, especiais. Com sua força de vontade, dedicação e amor conseguem atingir seus objetivos, concretizam o que querem. E, por isso, pedidos o apoio e que sejam voluntárias da Arca, certamente farão a diferença na vida de muitas pessoas”, convida.

Em 2018, o Dia Internacional da Mulher é comemorado coincidentemente na segunda quinta-feira do mês de março, o Dia Mundial do Rim.

De acordo com o Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde da Universidade de Washington (IHME), 195 milhões de mulheres sofrem de insuficiência renal crônica no mundo. A doença é a oitava causa de morte do sexo feminino e leva 600 mil mulheres a óbito por ano. “Essa é uma oportunidade de falarmos da prevenção da doença renal, que atinge desde crianças até pessoas mais idosas, não tem idade. E, muitos em nossa cidade precisam do nosso auxílio. Por isso contamos cada dia mais com a colaboração de todos”, diz Toninha.

 Serviço
Jantar da Mulher
Estância Dorigo
Dia 9 de março, às 20h30
Banda Estilo Atrevido
Buffet WM
Informações: (18) 3521-5089