Estudantes e pais protestam contra corte de passe escolar em Lucélia

Pais e alunos reivindicam a distribuição de passes escolares para quem frequenta curso técnico ou superior em Adamantina, Osvaldo Cruz e Tupã

Pais e alunos protestam contra decisão de corte em frente à Prefeitura de Lucélia (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)

Um novo protesto contra a Prefeitura de Lucélia envolvendo a educação foi realizado neste sábado (25). Desta vez, pais e alunos reivindicam a distribuição de passes escolares para quem frequenta curso técnico ou superior em Adamantina, Osvaldo Cruz e Tupã.

Segundo os estudantes, a Secretaria Municipal de Educação informou que este ano não abrirá edital para aquisição de passes escolares devido o Município estar em débito com a empresa responsável pelo transporte. Com a medida, cerca de 100 estudantes serão afetados, sendo que alguns já trocaram de unidade escolar ou não fizeram a matrícula por não haver condições para arcar com a despesa.

“É um absurdo essa decisão. A Lei Municipal nº 4.369/2013 garante o direito ao transporte aos alunos de cursos que não são oferecidos na cidade. E, pior, o prefeito [Carlos Ananias Júnior] sequer quer atender nós, pais, que buscamos o direito dos nossos filhos terem uma educação de qualidade”, diz, indignada uma mãe que não quis se identificar.

Os estudantes afetados estudam em faculdades de Adamantina, Osvaldo Cruz e Tupã, além das Etecs (Escolas Técnicas) também em Adamantina.

Durante a manhã deste sábado, cerca de 20 pessoas com cartazes percorreram as principais avenidas de Lucélia em busca de chamar a atenção ao caso e a reversão da medida. Além disso, um baixo-assinado pretende colher aproximadamente 2 mil assinaturas que serão protocoladas na Prefeitura com a intenção de sensibilizar o prefeito sobre o impacto da decisão.

E, os manifestantes também procuraram o Ministério Público, que enviou ofício à Administração Municipal solicitando informações sobre o caso. “Não iremos parar, lutaremos até o fim contra a medida. Esperamos ainda que o prefeito nos atenda para que, juntos, possamos encontrar uma solução”, comenta.