Este é o mototaxista Edson Carvalho, que encontrou e devolveu dinheiro e documentos ao também osvaldocruzense, Mauro Souza (Foto: Reprodução | Facebook)

O que deveria ser a regra muitas vezes vira notícia. Um mototaxista de Osvaldo Cruz encontrou uma pasta com dinheiro e várias duplicatas. A quantia não foi revelada, mas a esposa do homem que perdeu a pasta disse que “não era pouco”.

“Hoje de manhã meu marido saiu para pagar as contas e perdeu a pasta co m todo dinheiro e as duplicatas voltou para casa ficamos sim preocupados mas entreguei na mão de Deus. Fazer o que.Mas Deus é tão maravilhoso que colocou no caminho um moço que se chama Edson Carvalho, que trabalha na moto táxi Vai Vai ele achou a pasta e veio aqui na minha casa devolver tudo certinho todo o dinheiro que não era pouco”, escreveu a Marli Antoniazzi.

A dona Marli é casada com Mauro Souza e agradeceu muito a atitude do mototaxista. “Dizer obrigado Edson às vezes não é suficiente para te agradecer, uma pessoa de bom coração que teve esta atitude de devolver dinheiro no mundo de hoje.Que Deus te abençoe grandemente que vc tenha muito e muito mais”, completou.

Mototaxista diz que “fez o certo”

Entrevistado pelo Portal Ocnet, o mototaxista Edson Carvalho disse que encontrou a pasta com os pertences de Mauro Souza próximo do parque infantil da praça Lucas Nogueira Garcez, na rua Dr. Taves.

“Agi da forma correta”, afirmou. “Ralo dia todo. Tu rala ali e aqui para ganhar, mas se tenho o que tenho é fruto do que conquisto hoje e é pelo meu esforço. É trabalhando honestamente, ainda mais no mundo em que vivemos. Mas nada e tão gratificante do que você conquistar suas coisas pelo seu esforço. Por isso eu agradeço pela oportunidade de me sentir muito melhor por ter entregue esse dinheiro”, explicou.

O mototaxista acrescentou que enquanto os documentos e o dinheiro estiveram com ele, aproveitou para agradecer a Deus pelo discernimento em procurar o dono e assim devolver o que encontrou. “Agradeço a Deus por me honrar nos meus sonhos e objetivos. Então não vejo em ter posse do que não é meu e que sei que foi difícil para o outro também ganhar”, completou.