Em meio à retração econômica vivida pelo país, Adamantina vem se destacando na geração de empregos, conforme relatado pelo IMPACTO na última semana. Nos cinco primeiros meses de 2018 a cidade registrou resultado positivo na abertura de vagas de trabalho, ou seja, as empresas locais contrataram mais do que demitiram nesse período.

A expansão de empresas já instaladas no município e a chegada de novas impulsionaram as contratações e estão influenciando positivamente a economia, o que reflete na arrecadação maior de impostos e no aquecimento das vendas no comércio.

O momento econômico da cidade é ainda mais relevante se comparado com os maiores municípios da região – Dracena, Osvaldo Cruz e Tupã. Somente Adamantina abriu de janeiro a maio 649 novas oportunidades de emprego. Já as três cidades, juntas, tiveram saldo positivo de 652 – apenas três postos de trabalho a mais que Adamantina.

Se comparar os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) nos últimos 12 meses, a situação local também é positiva. De junho de 2017 a maio de 2018 o município teve saldo 403 empregos, enquanto Tupã registrou 343 empregos e Dracena abriu apenas 62 oportunidades.

Já Osvaldo Cruz demitiu mais que contratou neste período de um ano – a cidade fechou 320 postos de trabalho.

Os setores responsáveis pelo bom momento no emprego de Adamantina são o agropecuário e de serviços. Juntas, as duas áreas abriram 577 dos 649 novos postos de trabalho.

Somente nos primeiros meses deste ano a cidade registrou saldo positivo maior que o resultado de 2016 e 2017, quando Adamantina abriu 520 postos de trabalho nos dois anos, juntos.