Conselho se reúne pela primeira vez e define planos para comércio de Adamantina

Entre os assuntos discutidos estão à revitalização do centro, reestruturação do trânsito, enfeites natalinos e possibilidade de implantação do Cartão Educação

Conselho do Comércio Varejista se reúne na Prefeitura de Adamantina

Membros do Conselho do Comércio Varejista de Adamantina se reuniram pela primeira vez com intuito de debater melhorias e incentivos ao comércio local. Entre os assuntos discutidos estão à revitalização do centro, reestruturação do trânsito, enfeites natalinos e possibilidade de implantação do Cartão Educação.

Participaram do encontro, realizado na quarta-feira (3), o presidente do Sincomercio (Sindicato do Comércio Varejista de Adamantina), Sérgio Vanderlei da Silva, secretário de Gabinete Gustavo Taniguchi Rufino, presidente da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos da Nova Alta Paulista Daniel Robles e os empresários Luiz Carlos Stechi, Renato Capobianco, Tiago Michelutti Gatti e Tiago Vitorino Lott.

Sérgio Vanderlei explica que o objetivo do Conselho, que foi instituído em março pelo prefeito Márcio Cardim (DEM), é discutir os problemas e ações relacionadas ao comércio varejista, implantar projetos, estreitar o relacionamento entre o poder público e a iniciativa privada e estimular a geração de emprego e renda.

Revitalização do comércio

Ficou definido que as propostas de revitalização do comércio da área central serão apresentadas em setores. O primeiro projeto será na rua Deputado Salles Filho, que incluirá trecho desde o prolongamento com a avenida das Rosas até agência dos Correios.

“A Associação dos Engenheiros buscará parceria com curso de Engenharia Civil da UniFAI [Centro Universitário de Adamantina] para elaboração do projeto, que será apresentado ao Executivo. Aprovado, o Conselho buscará juntamente ao empresariado local medidas para viabilizar a revitalização”, explica Sérgio Vanderlei, que também encabeça o Conselho.

Trânsito

Uma das principais reclamações dos comerciantes, e principalmente da população que precisa utilizar a área central de Adamantina, é o trânsito. Durante a reunião, Daniel Robles informou que a Associação dos Engenheiros trará uma especialista no assunto para palestrar em Adamantina, oportunidade em que membros do Conselho aproveitarão para buscar um estudo profissional sobre o trânsito local. “É uma das principais preocupações da Comissão”, enfatiza o presidente do Sincomercio.

Eventos esportivos

Outro assunto em pauta foi à realização de eventos esportivos, como Jori (Jogos Regionais do Idoso) e Jogos Regionais em Adamantina. No próximo encontro, agendado para primeira segunda-feira de junho, a Comissão convidará o secretário de Esportes, Ronaldo Pereira Dutra, para esclarecer como está o andamento dos pedidos e o que precisa ser feito para concretização deste “sonho”.

“Caso Adamantina conquiste a oportunidade de sediar os Jogos Regionais, a competição trará ao município cerca de 7.500 atletas da região, representando aproximadamente 70 municípios, o que aquecerá a economia. Na última edição realizada em Osvaldo Cruz, por exemplo, foi movimentado mais de R$ 1,5 milhão no comércio nos dias do evento esportivo”, destaca Sérgio Vanderlei.

Simples Nacional

Outro secretário que deverá participar da próxima reunião é de Finanças, João Lopes. A Comissão busca esclarecimentos sobre o desenquadrado de empresas do Simples Nacional antes do final do ano, o que é ilegal.  “Ao contrário que determina a legislação e como age o Estado e a União, chega em julho e agosto a Prefeitura começa a notificar as empresas sobre os débitos pendentes e desenquadra do regime tributário, trazendo prejuízos ao empresariado devido aumentar a taxa de impostos. Há casos que o comerciante nem sabia que devia R$ 12 e foi desenquadrado do regime”, explica.

Enfeites natalinos

A Comissão também convidará para participar do próximo encontro a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Marisa Cardim, e a vice-prefeita Ana Maria Micheloni para debater o que será feito, e como o comércio pode contribuir, em relação aos enfeites natalinos de final do ano. “Temos que começar a se planejar, já que os enfeites de Natal atraem muitos consumidores para Adamantina e, nos últimos anos, o comércio foi prejudicado devido a Prefeitura não realizar nenhum investimento”.

Feiras itinerantes

Uma lei de Ourinhos, sobre a proibição de feiras itinerantes, também foi debatida pelos empresários. “Criaremos uma lei municipal, que será enviada ao Legislativo para aprovação. Além disso, queremos que o Executivo realize um trabalho junto à Amnap [Associação dos Municípios da Nova Alta Paulista] para que sensibilize outras cidades sobre os prejuízos que causam a realização destas feirinhas, de produtos de procedência duvidosa, aos comerciantes de toda a região”.

Cartão Educação

Trata-se da disponibilização de crédito para alunos da rede pública municipal, visando à compra exclusiva de material escolar (em um período pré-fixado) nas papelarias cadastradas no Sindicato do Comércio Varejista. A Comissão solicitará estudo a Secretaria Jurídica da Prefeitura para que Adamantina adote o programa.

Participação

Os encontros, que ocorrerão nas primeiras segundas-feiras de cada mês, serão abertos a todos os empresários de Adamantina. “Todos estão convidados a participar destas reuniões, que buscar trazer uma nova perspectiva para o comércio da cidade. Melhorias que beneficiem os comerciantes, mas, principalmente, os consumidores”, finaliza Sérgio Vanderlei.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here