Funcionários da Santa Casa de Lucélia protestam contra atraso de salários

Servidores reivindicam o pagamento de salário do mês de novembro, 13º salário e de quatro cestas básicas

Cerca de 20 funcionários da Santa Casa de Lucélia protestaram devido ao atraso do pagamento de salário do mês de novembro, 13º salário e de quatro cestas básicas. A manifestação ocorreu na manhã desta segunda-feira (19).

Os servidores se reuniram inicialmente em frente à Santa Casa, que não teve o atendimento prejudicado, e seguiram até a Prefeitura em busca de uma reunião com o prefeito Osvaldo Alves Saldanha.

“Queremos uma solução. Todos os funcionários do Município receberam, menos nós. São quatro cestas básicas atrasadas e agora o salário que deveria ter sido pago no início do mês. E o 13º, também não há expectativa de quando iremos receber. É um absurdo. Se trabalhamos é por que precisamos do dinheiro. Temos nossas famílias”, diz indignada uma funcionária, que não quis se identificar.

Segundo a Administração Municipal, o atraso no pagamento de novembro é devido a falta de repasse do Ministério de Saúde (SUS), que é destinado ao pagamento dos servidores da entidade. Informou, ainda, que mantêm contato com o Governo Federal em busca de uma solução para o entrave.

Já o pagamento do 13º é realizado com recursos próprios da municipalidade, por meio de subvenção anual estabelecida por Lei Municipal no valor de R$ 2.160.000 e que, “devida a outras demandas mensais da Santa Casa, que não gera receita, acaba por diminuir o valor fazendo com que, em um momento como esse, falte tanto o financeiro quanto a dotação orçamentária para honrar o compromisso com a quitação do 13º salário. Mas, nem por isso, o governo municipal tem virado as costas para o problema, em busca de sanar o mesmo”, informa.

Quanto às cestas básicas, a administração busca providenciar o pagamento de pelo menos duas, das quatro em atraso, ainda este ano.