“Acho que fui bem claro durante a minha candidatura que estava vindo [para Prefeitura] para ajudar o município e, principalmente, ajudar o curso de Medicina”. Com esta afirmação, o prefeito Márcio Cardim (DEM) pontua as mudanças que ocorrem na área da saúde de Adamantina e os benefícios que proporcionará, segundo ele, o curso de Medicina da UniFAI (Centro Universitário de Adamantina) à cidade.

Principal idealizador da conquista, ainda como diretor da autarquia municipal, Cardim se empenha, como prefeito, para efetivação da graduação com melhorias no sistema público de saúde – considerada a principal missão de sua gestão.

“Tem outras variáveis, têm! Mas elas vêm atrás da faculdade de Medicina. A maior mudança que ocorrerá não é o curso em si, é tudo aquilo que podemos proporcionar na área da saúde, trazendo novas clínicas, novos empreendimentos, novos profissionais, novos médicos, fazendo a nossa Santa Casa crescer, girando a economia do município. É isso que vai transformar. Isso ajudará a nos consolidar em polo regional da educação e de saúde. A transformação não é só lá dentro [UniFAI], é muito mais fora [cidade] do que lá dentro”, afirma o prefeito.

Para consolidação do curso de Medicina, Cardim destaca melhorias consideradas significativas na saúde. “Se pontuarmos estes 18 meses, tudo o que ocorreu, apesar de sabermos que a área pública tem seus entraves, vemos que as coisas estão acontecendo. Vários problemas que herdamos estão sendo resolvidos, como a UBS (Unidade Básica de Saúde) do Jardim Brasil, que estava praticamente perdida, conseguimos recuperá-la e vamos iniciar as obras ainda este ano. A Caixa já concordou com o projeto, demonstramos que aquilo que foi investido no local é possível de se recuperar e dali continuar a obra. Temos o recurso depositado. Também estamos dando finalmente uma destinação para o prédio da UPA [Unidade de Pronto Atendimento]. Ali, iremos montar o Centro Integrado de Saúde juntamente com a UniFAI. O Município leva para lá os serviços e a UniFAI monta suas especialidades para poder oferecer estágios aos alunos da área da saúde, beneficiando a população. Além disso, inauguramos a ESF [Estratégia Saúde da Família] no bairro Cecap em 2017 e, este mês, começa funcionar a do Conjunto Mário Covas”.

A Prefeitura também pretende implantar no prédio da UPA um posto de saúde para atendimento das 18h às 22h. “Estamos fazendo um estudo de viabilidade para instalar uma UBS para atender a população que trabalha durante o dia”, afirma.

O prefeito destaca ainda avanços na Santa Casa, que desde janeiro está com a gestão nas mãos da Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus, de Jaci (SP). “Tínhamos de repasse R$ 301 mil, por mês. Este valor foi elevado para cerca de R$ 650 mil, onde temos R$ 40 mil para plantão presencial, ginecologia e obstetrícia; R$ 36.250 para o Pronto Socorro, recurso próprio do Município; outros R$ 126 mil do programa RUE (Rede de Urgência e Emergência), que conseguimos junto ao Ministério da Saúde; e R$ 150 mil do Termo de Colaboração da UniFAI com a Santa Casa para os estágios dos alunos”.

Outro programa implantado em Adamantina, em parceria com Ministério da Saúde, possibilita a atuação de dois enfermeiros, dois nutricionistas e dois fisioterapeutas nos postos de saúde, por meio da Residência Multiprofissional. “Em janeiro de 2019, teremos mais seis profissionais, que são da segunda turma. A residência são dois anos. A partir do próximo ano teremos 12 profissionais bolsistas, e mais os preceptores acompanhando. O secretário [Gustavo Rufino] tem gostado bastante da atuação destes profissionais e da dedicação para com a nossa população”.

Também, garantido pelo prefeito para o próximo ano, o início da residência médica nas Unidades de Saúde de Adamantina. “E, iremos iniciar agora, em parceria com a UniFAI, a utilizar trailers para atendimento nos bairros aos finais de semana, quando os postos de saúde estão fechados. A questão da saúde está muito bem encaminhada nestes 18 meses de gestão”, enfatiza Cardim.

Ainda, na saúde, o prefeito anunciou a conquista de oito veículos: Saveiro, Montana, Van, Spin, três ambulâncias e microônibus. “São oito veículos para renovar nossa frota”.