Vereador Alcio Ikeda (Podemos) cobra reajuste do vale-alimentação e salarial dos servidores da Prefeitura (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)

Os vereadores de Adamantina apresentaram indicação solicitando reajuste do vale-alimentação e do salário dos servidores públicos municipais. Na sessão de segunda-feira (5), o tema foi debatido pelos parlamentares, que questionam a falta de interesse do Executivo em debater o assunto.

Alcio Ikeda (Podemos) foi um dos vereadores que criticaram a postura da gestão municipal. “Fizemos uma indicação novamente solicitando reajuste no vale-alimentação dos servidores municipais e do salário. O assunto nunca é iniciado, nunca é discutido pela Administração, sempre temos que implorar para discutir este reajuste”, enfatizou o parlamentar.

Em sua fala, o vereador usou exemplo de 2016, quando o funcionalismo municipal recebeu reajuste de 12%. “Está presente [na sessão] inclusive o companheiro Turra [ex-secretário de Finanças], que em algum momento, por algumas pessoas, como secretário, foi chamado louco por dar 12% de aumento aos servidores: “onde está com a cabeça, a Prefeitura não vai pagar a conta”, diziam. Pagou, não teve problemas com isso, é uma demonstração que se tiver vontade em auxiliar o funcionário é possível conceder. E se não tivesse estes 12%? Hoje já está defasado, se não houvesse estes 12% como estariam os servidores? Falta este incentivo. É prioridade discutir este assunto”, pontuou.

Atualmente o vale-alimentação dos servidores da Prefeitura é de R$ 11, sem reajuste desde 2013. No ano passado, após pressão dos parlamentares, o Executivo concedeu 5% de revisão salarial.