Apresentações culturais rendem aplausos a adolescentes da Fundação Casa

Atividades foram exibidas por 23 jovens que cumprem medida socioeducativa em Irapuru. Programação foi em hospital psiquiátrico de Adamantina.

Jovens se apresentaram nesta quarta-feira (14) (Foto: Fundação Casa/Divulgação)

Na tarde desta quarta-feira (14), 23 adolescentes que cumprem medida socioeducativa de internação nas unidades 1 e 2 da Fundação Casa de Irapuru, foram aplaudidos de pé pelos pacientes e profissionais do PAI (Polo de Atividades Integradas) Nosso Lar, em Adamantina, ao final dos números culturais de teatro, dança e música que apresentaram.

Trajados com seus figurinos e com o nervosismo típico dos bastidores, os jovens encenaram a peça “Deus Cuida de Mim”, montagem sobre livre-arbítrio ao som de canções gospel que os adolescentes da unidade 1 de Irapuru têm mostrado na região de Dracena desde a Páscoa.

Os 144 pacientes do hospital psiquiátrico, que atende pelo SUS (Sistema Único de Saúde), acompanharam o enredo com atenção. Depois, alguns brincaram e dançaram ao som de canções regionais de compositores como Luiz Gonzaga e Patativa do Assaré, com instrumentos empunhados pelos jovens e na voz do educador Reinaldo Costa, que trabalha na unidade 1 de Irapuru e promove oficina de musicalização no centro socioeducativo.

Também animara a plateia as apresentações de capoeira e dança. “Foi um momento de socialização e integração com a comunidade, que se reflete como um estímulo aos jovens no cumprimento da media socioeducativa”, explicou a diretora da unidade 1, Mariane Taroco.

O ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) prevê que o adolescente autor de ato infracional possui direito à convivência comunitária mesmo no período da internação.

A peça contou a história de um adolescente que passa pelas influências da sedução e do ódio, entre outras. Já enfraquecido para aguentar as tentações, sucumbiu quando a falta de fé lhe é apresentada e sentou-se na cadeira das tentações. O bem lutou contra o mal para retirá-lo daquela condição e a batalha terminou quando o jovem escolheu se libertar e renascer.

Jovens se apresentaram nesta quarta-feira (14) (Foto: Fundação Casa/Divulgação)
Jovens se apresentaram nesta quarta-feira (14) (Foto: Fundação Casa/Divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here