Alunos de licenciatura vivenciam docência por meio do Programa Residência Pedagógica (Foto: Divulgação)

O Centro Universitário de Adamantina (UniFAI) oferta, desde o mês de agosto e com prosseguimento até 2020, o Programa Residência Pedagógica da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). No total são 192 bolsas para os cursos de Ciências Biológicas, Educação Física, História, Geografia, Matemática e Pedagogia. O montante do projeto é de R$ 1,95 milhão.

O programa integra a Política Nacional de Formação de Professores, cujo objetivo é induzir o aperfeiçoamento do estágio curricular supervisionado nos cursos de licenciatura, por meio da promoção da vivência pelo estudante que cursa a partir da metade do curso.

De acordo com a coordenadora dos cursos de Pedagogia, História, Geografia e Matemática e também supervisora do Programa de Residência Pedagógica, Profª Me. Siomara Augusta Ladeia Marinho, as aulas ministradas pelos discentes contribuem para o aprimoramento da formação.

“O que se pretende é que, ao concluir o curso, esses novos professores já tenham competências e habilidades da docência e com qualidade. A intenção é que durante a graduação tenham a articulação teórica e prática. O universitário será acompanhado por um professor da rede pública municipal, que atua em sua mesma área de formação, o qual irá auxiliá-lo também na regência de sala de aula e em sua intervenção pedagógica”, explica Siomara.

A preceptora, Profª Esp. Ângela C. Soares, da EMEF Navarro de Andrade, acompanha os residentes bolsistas na elaboração de estratégias de ensino e de aprendizagem baseadas em problemas e/ou situações cotidianas vivenciadas nas escolas: “É, sem dúvida, um estímulo aos futuros docentes, os quais conseguem colocar o aprendizado em prática”.

O coordenador institucional do Programa Residência Pedagógica da UniFAI, Prof. Dr. Wendel Cleber Soares, ressalta que o programa marca uma posição institucional clara de apoio aos cursos de licenciatura.

“Além disso, é o resultado da conquista em ser contemplada nos editais da Capes dos dois programas: Programa de Residência e o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). É gratificante e animador o fato de termos uma quantidade significativa de bolsas aprovadas em programas que visam à formação do professor nas diversas áreas", conclui Wendel.

Além das 192 bolsas para residentes, há 24 bolsas de preceptores – que são os professores da educação básica da rede estadual ou municipal –, oito bolsas de docente orientador – professores das licenciaturas da UniFAI, e uma bolsa de coordenador institucional.

As escolas beneficiadas com o projeto pertencem aos municípios de Adamantina, Flórida Paulista, Inúbia Paulista, Lucélia, Osvaldo Cruz, Pacaembu e Tupã.