Márcio Cardim destaca potencial educacional de Adamantina (Foto: Arquivo | Grupo IMPACTO)

Com a UniFAI (Centro Universitário de Adamantina), recente instalação de polo das Faculdades Anhanguera, conquista da Univesp (Universidade Virtual de São Paulo) e concretização da Fatec (Faculdade de Tecnologia) no próximo ano, Adamantina se consolida como polo de educação superior da Nova Alta Paulista.

A afirmação é do prefeito Márcio Cardim (DEM), que destacou em entrevista ao IMPACTO o potencial da cidade e os benefícios da consolidação do município como referência educacional. Confira:

O que potencializa a vocação educacional de Adamantina?

Adamantina vem se consolidando como polo de educação superior da Nova Alta Paulista. A conquista pelo Centro Universitário do curso de Medicina, a Fatec e Univesp criam uma disposição de crescimento da região, pois estaremos formando mão de obra especializada, fixando empresas, motivando a criação e atração de novas. A pujança do nosso povo, a criatividade dos empresários e comerciantes é que fazem à diferença em Adamantina.

Como este potencial pode ser explorado?

A educação superior traz inovação tecnológica e cria espaço para novos investimentos industriais. Neste ponto vamos desenvolver uma política de estímulo à novos investimentos, lançando um novo Distrito Industrial e estimular novas empresas no município. Vários dos formandos irão para outros centros ou retornarão para sua região, mas também teremos aqueles que ficarão aqui, criando novas frentes de trabalho, gerando emprego e renda ao município, coisa que não aconteceria sem essas Instituições de Ensino Superior.

Além da UniFAI, a cidade conquistou recentemente pólos da Univesp e da Anhanguera. E, no próximo ano, a Fatec. Como avalia esta oferta de cursos superiores na cidade? Existe demanda?

O ensino a distância-EAD em cinco anos será responsável por 50% de formados no ensino superior, desta forma quem não abraçá-lo ficará para trás. O EAD não tem fronteiras. A distância não é um fator impeditivo, tendo um polo da Univesp no Município, uma Fatec e a união, estaremos agregando cada vez mais alunos de todos os cantos desse país, fomentando uma demanda que uma Instituição sozinha não conseguiria.

O que o Município tem feito para área educacional?

O Município tem feito à lição de casa na educação, tanto na básica como na superior, mas ainda tem muita coisa boa para acontecer. Temos que consolidar a UniFAI como Centro Universitário, criar um hospital escola, residências médicas, pos-graduação Stricto Sensu (mestrado e doutorado), ampliar a extensão nos cursos de graduação, propiciando melhoria na qualidade de vida da população. As três Instituições Públicas de Ensino Superior UniFAI (municipal), Fatec e Univesp  (estaduais) em Adamantina terão um papel fundamental, não somente dando diplomas para os alunos, mas desempenhando a função pela qual foram criadas, que é a transformação na vida das pessoas, contribuindo na saúde, na educação, em várias áreas, segurança, meio ambiente e geração de emprego.

Temos em Adamantina duas Escolas Técnicas do Estado que da formação profissional, preparando os jovens para o mercado. Protocolamos junto ao governo estadual o pedido de mais uma Escola Técnica para Adamantina, a ETECRI (Escola Técnica de Economia Criativa), que também visa formação profissional. Enfim, temos a certeza que o progresso de uma região, de um estado e do país se dá com estudo, não tem outra forma, estamos no caminho certo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here