Reunião debate criação do plano de convivência familiar e comunitário de Adamantina (Foto: Divulgação | Prefeitura)

A Secretaria de Assistência Social e o CMDCA (Conselho Municipal da Criança e do Adolescente) estão trabalhando na criação do plano de convivência familiar e comunitário de Adamantina.

O plano é um instrumento de trabalho voltado para ao fortalecimento da rede de atendimento a criança e ao adolescente, com ações centradas nas famílias visando o aprimoramento nos atendimentos das vulnerabilidades sociais que possam expor a criança e o adolescente a alguma situação de risco pessoal e social.

As assistentes sociais, Maria Bernadete dos Santos Torres e Camila Brozulato Nunes, estão auxiliando o Município nesse trabalho. Elas explicam que o plano é importante, pois amplia, articula e integra as políticas públicas de apoio à família, para a promoção, proteção e defesa do direito à convivência familiar e comunitária.

Bernadete esclarece que todas as políticas públicas devem participar, pois são constituintes do sistema de garantia dos direitos da criança e adolescente. "No primeiro momento, fornecendo dados para elaboração do diagnóstico do atendimento ofertado a criança e ao adolescente do município de Adamantina, posteriormente cada política deverá investir na implementação de suas ações para corresponder as necessidades das demandas levantadas", afirma.

Camila diz que o plano é uma determinação conjunta de vários órgãos ligados ao atendimento da criança e adolescente. "A determinação da elaboração do plano foi precedida de vários estudos. Em 2006, o Conselho Nacional de Assistência Social juntamente com o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e Adolescente aprovaram o plano em assembleia conjunta", pontua.

A secretária de assistência social do município, Andreia Regina Ribeiro, garante que a criação do plano vai contribuir com os segmentos que executam trabalhos ligados a criança e ao adolescente. "É importante, pois possibilita o aprimoramento e a qualificação das ações", finaliza.