Engenheiro e professor José Eduardo Rossilho de Figueiredo comanda implantação da Fatec de Adamantina (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)

Em 21 de setembro de 2011, o então governador Geraldo Alckmin anunciou, na televisão, a criação da Fatec (Faculdade de Tecnologia) em Adamantina. Após sete anos, e inúmeros problemas e entraves administrativos e políticos, a instituição inicia sua implantação e abre as inscrições para o primeiro vestibular do polo local.

O diretor geral da Fatec de Adamantina é José Eduardo Rossilho de Figueiredo, que há 10 anos atua na instituição e há mais de 26 na área acadêmica. Natural de Adamantina, o engenheiro e professor comanda a instalação da unidade, no antigo prédio do Cefam, no Jardim Brasil. “O que a Fatec tem de diferencial é a qualidade. Assim, a instituição proporcionará à Adamantina e toda região um curso de nível superior, gratuito, e de excelente qualidade”, destaca Figueiredo.

O prédio que recebe a unidade, que inicialmente contará com seis salas de aula, três laboratórios, biblioteca e toda estrutura necessária para os alunos e administração da Fatec, está sendo reformado pela Prefeitura. Em paralelo, o Centro Paula Souza, gestor das Fatecs, realiza a admissão de professores e funcionários, realiza a estrutura dos setores administrativos e pedagógicos, além de estar responsável pela instalação dos equipamentos.

Inicialmente, o curso superior implantado em Adamantina é Gestão Comercial, com 35 vagas, no período noturno. “Porém, tem a possibilidade de cursos durante o dia. A Fatec analisa as demandas e necessidades de cada localidade”, enfatiza o diretor geral, que utiliza a Fatec de Americana, na qual atuava, como exemplo: “Americana foi uma das primeiras cidades a receber uma unidade da Fatec. Começou com curso de Têxtil e hoje são 11 cursos, com 2.800 alunos. Então, a Fatec vem para atender e crescer com toda a região”, enfatiza.

As inscrições para o primeiro vestibular foram iniciadas na terça-feira (8), e seguem até às 15h, do dia 8 de junho, pelo site da instituição: www.vestibularfatec.com.br. Há um computador disponível na sede da Fatec de Adamantina para realizar a inscrição. A taxa é de R$ 64,80.

Ainda, segundo Figueiredo, as provas do vestibular ocorrerão dia 1º de julho, também em Adamantina, e as aulas iniciam-se na primeira semana de agosto. “Os cursos da Fatec são de ensino superior, mas com tempo menor, de 3 anos, e focado na prática. Aproximadamente 95% dos alunos formados pela instituição terminam a graduação empregados na área de atuação”, destaca.

A Fatec de Adamantina fica na rua Paraná, 400 (antigo Cefam), no Jardim Brasil. Informações pelo telefone: (18) 3502-2374.

Prédio do antigo Cefam passa por reestruturação para receber unidade da Fatec de Adamantina (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)

Gestão Comercial

O que o aluno estuda
Administração, matemática financeira, economia, contabilidade, gestão financeira, gestão de pessoas, marketing, ferramentas de promoção, de propaganda e de publicidade, comportamento e direito do consumidor são algumas disciplinas vistas pleos alunos durante o curso. O aluno também aprende a desenvolver um plano de negócio para definir estratégias que resultem no aumento da produtividade e da rentabilidade de uma empresa. Inglês e espanhol completam a matriz curricular.

O que o profissional faz
O tecnólogo em Gestão Comercial atua com foco nas transações comerciais em empresas de qualquer setor. Trabalha com planejamento, operação, implantação e atualização de sistemas de informação comerciais. Esse tipo de sistema reúne dados sobre produtos, clientes, fornecedores, representantes etc., além de integrar ferramentas de compras, vendas, controle de estoque e faturamento, gerar relatórios e controlar fluxos de caixa. O objetivo é utilizar o sistema de informação comercial para proporcionar maior rentabilidade e flexibilidade ao processo de comercialização. Atua no fluxo de informações com os clientes, proporcionando maior visibilidade institucional da empresa, definindo estratégias de venda, de serviços e de produtos e gerenciando a relação custo e preço final. O curso é voltado, principalmente, para a formação de profissionais altamente qualificados com visão empreendedora, com capacidade de gerir grandes empresas, mas principalmente pequenas e médias, que são responsáveis por 60% das contratações no País.

Onde trabalhar
Pode atuar em empresas de diversos setores da economia como, varejo, atacado, serviços, instituições financeiras, entre outros setores. O tecnólogo também pode se tornar um empreendedor e abrir seu próprio negócio.